Pubicado em: 11/02/2014
País | Por PGN9

Polícia pede prisão de mulher que teria torturado filho com ovo quente


Menino teve as mãos queimadas no domingo (9), na Zona Sul de Macapá. Mulher confessou o crime e aguarda por decisão judicial

Polícia - Menino foi obrigado a pressionar um ovo quente entre as duas mãos (Foto: Divulgação/Conselho Tutelar)

Menino foi obrigado a pressionar um ovo quente entre as duas mãos (Foto: Divulgação/Conselho Tutelar)

A Polícia Civil do Amapá pediu nesta segunda-feira (10) a prisão de uma mulher de 22 anos que teria queimado as mãos do filho de 7 anos após a criança pegar uma moeda de R$ 1 sem a autorização dela. O dinheiro seria para comprar biscoitos, segundo contou o garoto que está sob a proteção da avó paterna, numa área de ponte no bairro Zerão, Zona Sul de Macapá. Conforme informou o delegado Flávio Souza, como punição o menino foi obrigado a pressionar um ovo quente entre as duas mãos até que ele estourasse. O episódio aconteceu no domingo (9). Desde então, a mulher aguarda por decisão judicial no Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) do bairro Congós, onde foi apresentada pelos crimes de lesão corporal grave e maus tratos.

“Ela confessou o crime. Agora é esperar que a Justiça estadual e o Ministério Público se manifestem sobre o ocorrido”, declarou o delegado.

Em entrevista ao G1, a avó paterna do menino, Maria do Socorro Silva, de 46 anos, disse que os momentos de tortura foram narrados pela criança, que durante a entrevista mostrou-se acanhada, com a cabeça baixa e os braços cruzados.

“Ele disse que pegou a moeda em cima de uma mesa porque não tinha comido nada durante o dia. (…) Foi um trauma muito forte. Eu ainda não consegui dormir só pensando em tudo pelo que ele teve que passar”, disse a avó, que se emocionou ao lembrar do momento em que foi informada sobre a violência.

A conselheira tutelar da Zona Sul de Macapá Regiane Gurgel informou que o episódio chegou ao conhecimento da entidade cerca de duas horas após o ocorrido, quando o menino foi levado por vizinhos ao Pronto Atendimento Infantil (PAI) do Hospital das Clínicas Alberto Lima (HCAL). O garoto estava com as mãos queimadas e o rosto com marcas de espancamento. Enfermeiros que fizeram o primeiro atendimento acionaram o Conselho Tutelar.
“Esse garoto será acompanhado por assistentes sociais e psicólogos durante um longo período”, disse Regiane Gurgel.

“A nossa preocupação agora é cuidar da saúde da criança que sofreu uma violência absurda. Já acionamos o Ministério Público para que tome as medidas cabíveis. (…) A mãe provavelmente perderá a guarda do menino que está sob os cuidados da avó após ela ter assinado um termo de responsabilidade e cuidados”, informou a conselheira.

O pai do garoto está viajando a trabalho, segundo informou a avó do menino.

Sobre o Autor

- Portal Geral de Notícias voltado, principalmente, à Região Metropolitana da Baixada Santista


  • by PGN9---> Integrantes colocaram fogo em pneus na BR-070 e bloquearam a BR-020. No episódio ocorrido no Pará, em 1996, 19 morreram Leia mais...
  • by PGN9---> Segundo testemunhas, caminhão descia a ladeira e perdeu o controle. Motorista do veículo ficou ferido e foi levado para o Leia mais...
  • by PGN9---> Narrador esportivo nasceu na cidade, onde iniciou a carreira em rádios. Ele morreu no sábado em Uberlândia, após passar mal Leia mais...
  • by PGN9---> 23 ficaram totalmente destruídos e 12, parcialmente. 3 homens entraram em garagem; ataque ocorreu em represália à morte Trinta e cinco Leia mais...
  • by PGN9---> Carros com placas de Lins e Cravinhos colidiram frontalmente. Acidente foi na Rodovia Laurentino Mascari Quatro pessoas morreram em um acidente Leia mais...
  • by PGN9---> Servidores serão submetidos ao regulamento disciplinar das corporações. Bombeiros e PMs estão acampados em frente à Governadoria, em Natal Os policiais Leia mais...